Tema Integrador

CULTURA DA VIOLÊNCIA: e o direito à PAZ?

Conflitos e problemas crescentes em alguns países, como o Brasil, exigem da educação familiar e escolar uma reflexão sobre questões relativas a essa cultura crescente da violência, a fim de construir sua inversão social. É o que propomos por meio do tema integrador em 2015, que se alinha ao projeto a ser enviado pela Escola para a UNESCO, por intermédio do PEA – Programa de Escolas Associadas –, do qual fazemos parte.

Tomamos como inspiração para os estudos grandes personagens mundiais da luta pela PAZ, a exemplo de Gandhi, Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela, Dalai Lama, Martin Luther King, além de brasileiros como Herbert José de Sousa (Betinho) e Irmã Dulce. Em 2014, Malala Yousafzai, paquistanesa de 17 anos, e o indiano Kailash Satyarthi receberam o Prêmio Nobel da Paz, pela militância em favor dos direitos das crianças.

O Brasil carece da formação de um novo cidadão: aquele que não se deixa corromper, que se comprometa e aja segundo uma ética expressa na construção dos princípios de respeito mútuo, justiça, honestidade, diálogo e solidariedade.

No convívio familiar, escolar e social, devemos resolver conflitos segundo ajuda mútua, aprender a expor o que pensamos, submetendo nossas ideias à apreciação dos demais e sabendo ouvir ideias divergentes.

PAZ é necessidade atual e urgente, numa abrangência nacional e mundial. Importantes sementes podem ser lançadas pela educação familiar e escolar. Apoiar a PAZ significa, sobretudo, se aproximar do outro e reconhecê-lo como um igual.

PAZ!

A Direção

portal do aluno

Acesse agora mesmo o Portal do Aluno, um meio de comunicação simples e rápido para os alunos do CEI.